Salmos

Provérbios







terça-feira, 1 de junho de 2010

Lindo poema de Joselito Otílio



Eu os amo



O meu povo está morrendo por falta de sabedoria.

Se eles soubesse o quanto Eu os amo

Agiriam de modo diferente!



Por amá-los

Tive que suporta dores profundas

Quando ele fez toda aquela terrível caminhada...

Caminhada que parecia interminável!



Eu acompanhei tudo aquilo...

Cada passo,

Cada arrasto,

Cada açoite,

Palavras malditas,

Lágrimas de sangue,

Humilhações...!



Eu sofri meu servo

Para te ver vitorioso.

Quando mataram meu Filho

O véu do Templo se rasgou

Como rasgada estava minha alma.

Quando o tempo se fechou

Foi para demonstrar toda tua incredulidade!



Lembra que ao cair da tarde

Chuvas caíram sobre a terra?

Ali meu servo infiel

Insensato

Imprudente

Foram minhas lágrimas que caíram sobre ti!



Filho meu...

Meu coração doeu tanto

Quando entreguei meu Filho por ti

Por toda humanidade hipócrita

E ainda hoje vocês me abandonam

Me rejeitam?



Filho...

Lembra-te que meu precioso Filho ressuscitou

Demonstrando que podem ser vitoriosos

Se ao menos entender

Que Eu os amo

E assim estarei contigo

Por todos os dias até a consumação dos séculos!



  por Joselito Otílio 

2 comentários:

  1. Caramba... Muito feliz de está fazendo visitinhas na net e encontrar um dos meus maus fragmentados poemas postado no seu blog... Grato pela honra e o privilégio.

    ResponderExcluir
  2. Como estou atualizando meus blogs preferidos, estarei colocando o seu na minha barra lateral, depois você dá uma conferida... www.joselitootilio.blogspot.com

    Como estou em processo de migração do domínio, senão encontrar lá, acesse o www.joselitootilio.com.br e manda ver. Vlw pela parceria!

    ResponderExcluir